“The Prince and the Pauper” – 1937

“The Prince and the Pauper” (O Príncipe e o Pobre), filme realizado por William Keighley e baseado no livro de Mark Twain do mesmo nome, conta-nos a história de dois rapazes de dois mundos completamente distintos, que se cruzam e acabam por tomar o lugar um do outro, por por coincidência serem muito semelhantes fisicamente. O elenco conta com Errol Flynn, Claude Rains e os gémeos Billy Mauch e Robert Mauch.

A história é o conto clássico de dois rapazes que trocam de lugar um com o outro, sendo um o príncipe de Inglaterra (futuro Edward VI) e o outro um simples rapaz de rua. Desta experiência os dois rapazes vão entender que a vida deles (apenas separada por algumas paredes… e um castelo) é completamente diferente do que poderiam imaginar, e que nem tudo é um “mar de rosas”. Tom Candy (o pobre) descobre o quão manipuladora, traiçoeira e perigosa a vida na corte pode ser e o príncipe Edward experiencia em primeira mão as dificuldades do seu povo. Cada um convive com personagens ligadas a cada “mundo”: no caso de Tom, com o Earl de Hertford (Claude Rains), um homem que quer a todo o custo ser o guardião do príncipe (pois o rei Henry VIII falece) e tomar o poder da corte para si, e no caso do príncipe Edward, com um soldado da fortuna, de seu nome Miles Hendon (Errol Flynn), que o ajuda a adaptar-se à vida no meio do seu povo e o ajuda em várias ocasiões.
Não vou entrar em detalhes quanto ao final, pois esta é uma história simples, e o final é um em que tudo se resolve, os bons têm a sua recompensa e os maus o seu castigo.

(Rita: putos irritantes)

Quanto ao elenco, os elementos mais fracos são claramente os gémeos nos seus papéis principais. Fiquei com a impressão de que eles estavam a representar numa peça de teatro, pois representam com demasiada dramatização (especialmente o “pobre”, Billy Mauch). Os veteranos saem-se muito melhor. Claude Rains desempenha com facilidade o manipulador Earl de Hertford (criando facilmente um personagem fácil de se desgostar), Errol Flynn desempenha o típico soldado herói com espírito aventureiro charmoso e carismático, uma boa personagem para este tipo de filme. Temos também direito a algumas lutas de espada com o senhor Flynn, que me deixaram surpreendido, pois para a época do filme em questão, são bastante energéticas e realistas.

“The Prince and The Pauper” não é um mau filme, mas também não é um filme espectacular – conta de maneira concisa (algumas vezes longa demais) a sua história, sendo que não é de difícil visionamento.

One thought on ““The Prince and the Pauper” – 1937

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s