“The Thirty-Nine Steps” – John Buchan

Este foi mais um daqueles livros que não sabia que tinha na estante. A minha mãe tinha-me falado num livro do mesmo senhor cujo personagem sofria de gastrite crónica e só podia comer sopas e cozidos. Identifiquei-me. Ao arrumar a estante vi que tinha este entalado entre dois livros enormes e, quando acabei o Gone Girl, estando no mood de thrillers, resolvi experimentar. Não gostei.

E é estranho não ter gostado porque, em teoria, John Buchan é um dos mestres do género. E andou na Universidade de Glasgow (pontos bónus para ele). O livro conta-nos a história de Richard Hannay que se encontra, após o assassinato de um desconhecido que aparece morto no seu quarto, no meio de uma teia de espionagem política que pode ter consequências desastrosas. Hannay, em fuga, procura refúgio na zona florestal de Galloway, na Escócia. O livro divide-se em pequenas histórias sobre o percurso de Hannay e as pessoas que vai encontrando. E é isso. Demora-se mais na parte pitoresca do que propriamente na resolução do problema em si. Mas ao menos fá-lo em apenas 103 páginas.

Não digo que não seja interessante e que não esteja bem escrito. Prima por ser conciso. Mas não me fez ficar agarrada a cada página como gosto que me aconteça com livros do género.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s